19 de jul de 2006

Dia do amigo... 20 de julho?

É claro que todo o dia, é dia dos amigos... mas, como quase tudo neste mundo, já tem o seu dia próprio. Então resolvi postar algo que recebi de uma ex-aluna, a Luciana, e que gostei muito. Aproveito pra abraçá-los e beijá-los virtualmente, principalmente aqueles que fico muito tempo sem ver... mas saibam que não os esqueço... aliás, me cobro muito, essa distância que eu mesma crio, mas que pretendo resolver assim que for possível.
Tenham todos um ótimo dia!!!

O importante da amizade não é conhecer o amigo;
e sim saber o que há dentro dele!...
Cada amigo novo que ganhamos na vida, nos aperfeiçoa e enriquece,
não pelo que nos dá, mas pelo quanto descobrimos de nós mesmos.
Ser amigo não é coisa de um dia.
São gestos, palavras, sentimentos que se solidificam no tempo
e não se apagam jamais.
O amigo revela, desvenda, conforta.
É uma porta sempre aberta em qualquer situação.
O amigo na hora certa, é sol ao meiodia, estrela na escuridão.
O amigo é bússola e rota no oceano,porto seguro da tripulação.
O amigo é o milagre do calor humano que Deus opera no coração.

13 de jul de 2006

Piadinha...

Esta piadinha, recebi de vários amigos recentemente...

Estavam reunidos o Pequeno Polegar, a Branca de Neve e o Burrinho do Shrek, na Disney, jogando conversa fora... aí o Polegar disse: - Eu sou o menor homem do mundo!!! A Branca de Neve retrucou: - Sou a mais bela do mundo!!! E o Burrinho do Shrek finalizou: - Sou o burro mais BURRO do planeta!!! Mas eles queriam que isso fosse comprovado... Pegaram o GuinessBook... o Polegar abriu na pagina 73... e realmente estava lá: Polegar,O Menor Homem Do Mundo... todos ficaram impressionados. A bela morena pegou o livro, abriu na página 97, e estava lá escrito: Branca de Neve, a mulher mais bela do planeta Terra...."OOOOOOOHHHHHHHH", todos ficaram impressionados. Por último, o Burrinho do Shrek pegou o livro e abriu na página 176. Depois de alguns minutos de silêncio o Burrinho gritou, indignado: - PARREIRA?!?!... QUEM É PARREIRA?!?!

Enfim, o recesso!!!

Olá, amigos!
Meu recesso está começando hoje. Serão 15 dias que passarão voando, com certeza, e que tenho que aproveitar ao máximo.
Uma das coisas que pretendo fazer, é colocar em dia minhas historinhas com vocês. Ler os blogs amigos, escrever no meu, ler os quase 4 mil e-mails que tenho pra ler... então, é claro que repassarei algumas coisinhas pra cá. E algumas, encaminharei diretamente pra vocês.
Vou começar hoje mesmo, ok?
Ah, gostaria também que o Personal Teacher, PJ, ou o "secretário" Marco (que já se ofereceu pra isso), me ajudassem em algumas coisas: fazer subir o meu perfil, porque depois que andei postando fotos da Copa, o perfil do lado direito, foi lá pra baixo...
Outra: colocar música aqui, pois no outro blog, eu tinha conseguido, e nesse ainda nem me atrevi...
A última: colocar o contador de visitas mais pra cima...
Bem, é isso. Tomara que eu consiga atingir alguns desses objetivos. (Isso é linguagem de professora 'bitolada'... fazer o quê...)
Beijocas. Boa noite.

9 de jul de 2006

NÃO TEM PREÇO...


Ver os Franceses derrotados... hahahahahahahahahaha... (melhor que isso, só se fossem derrotados pelos Brasileiros ou Portugueses! De qualquer forma, estou de alma lavada e passada... Allez les bleus, allez a votre maison...

1 de jul de 2006

Última...

Parecia que o Bussunda estava adivinhando o que vinha pela frente... e não quis ficar pra ver o desastre... que decepção...
Boa noite.

Les Bleus atacaram novamente...

Olha, hoje não estou em condições de tecer comentários a respeito do que quer que seja...
Não só a vitória da França, mas outros fatos, mexeram com minhas estruturas...
Vim só ver se consigo mais uma vez, deixar a foto do Bussunda visível. Acho que ninguém conseguiu vê-la. Era uma dele, bem legal, vestido de Ronaldo Fofômeno...
Vou tentar postar uma do Bussunda, como ele mesmo, ok?
Um abraço...
E viva Portugal... que não jogou nada! Mas lutou bravamente, e conseguiu ganhar nos penalties, com a torcida bônus, de milhares de brasileiros... pena que nem todos reconhecem esse esforço... como meu pai, por exemplo.