23 de jun de 2008

Respondendo os dois últimos comentários...

Olá, meninos. Pois é, tempo não tem sobrado, só saudade... Mas eu dou minhas escapadelas e venho até aqui de vez em quando... aliás, Marco, vou aproveitar as piadinhas q recebo de ti pra colocar por aqui, ok? E vc, Paulinho, vê se ressuscita o Cinelândia, pra que possamos nos deliciar com os comentários sobre os filmes em cartaz, etc... aliás, fui ver Sex and the City, e adorei.
Doce Marco, estou devendo uma passada, com calma, pelo Antigas Ternuras, pois passei por lá outro dia, e vi muita coisa interessante, o que não é nenhuma novidade... vc é um escritor colossal!!! Usa as palavras como poucos. Seu único defeito, q eu conheço, é ser Flamenguista... rsrsrs... Aliás, saudações tricolores... Beijinhos pra vcs...

13 de jun de 2008

Meu bloguinho querido... quantas saudades...

Salve Santo Antônio, Salve São Valentim... Salvem Todos os Santos...
Meu Deus, há quanto tempo não venho aqui... quanta coisa me acontecendo! Ao mesmo tempo tudo, ao mesmo tempo nada.
Eu, louca de vontade de externar sentimentos, e sem tempo para isso...
Enfim, resolvi passar por aqui para dizer aos meus diletos "meia dúzia" de queridíssimos leitores (eu sei, isso é redundância, e é proposital), que estou viva. Mais do que nunca. À beira de um ataque de nervos, é verdade, porém, vivíssima. Triste, decepcionada, mas vivíssima. On the other hand, feliz, cheia de expectativas, e viva...
Assim sendo, mantenho viva esta chama do Penedo, despeço-me com um "até qualquer hora", pois "até breve" pode parecer mentiroso...
Beijos a todos...